[ editar artigo]

Quando ganha um jornalista?

Quando ganha um jornalista?

Alguns dos questionamentos mais importantes a serem feitos antes de escolhermos uma profissão são estas:

Se eu optar pelo curso "x", eu terei emprego?

Conseguirei me inserir no mercado logo após concluir a graduação?

Qual a média salarial do profissional dessa área "x"?

É certo que optar por uma área de atuação dentre tantas que nos são ofertadas é uma tarefa que exige reflexão e pesquisa. Nessas horas, a emoção pode dominar nossos pensamentos, mas é imprescindível que o sonho de construir uma carreira em determinado campo esteja alinhado a números e oportunidades concretas. 

No mundo real, não basta querer ser um profissional e se matricular em uma universidade para obter um diploma. Para tornar esse diploma funcional, é preciso compreender como funciona o mercado e, sobretudo, agir com estratégia para que os caminhos trilhados estejam alinhados ao seu horizonte de alcance. 

Nesta publicação, eu, Ulli Marques, coordenadora do curso de Jornalismo da Ucam Ead, continuo aquele papo que começamos nos posts anteriores sobre a carreira do jornalista. Como é o mercado de trabalho nessa área? A partir deste post, vou apontar algumas diretrizes para que vocês já comecem a traçar seus objetivos. 

O SALÁRIO JORNALISTA

Na última publicação desta série, eu descrevi algumas das áreas de atuação dos jornalistas que são mais populares: reportagem, edição, assessoria de imprensa, comunicação empresarial, produção de conteúdo para mídias digitais etc. 

Agora, vou falar especificamente sobre a remuneração desses profissionais

Quanto ganha um jornalista?

Depende. Depende da área, da cidade e da empresa em que ele atua. Isso porque uma função pode ser mais requisitada que outras e, caso o número de profissionais que se interesse por essa área seja menor, os salários tendem a aumentar.

O mesmo vale para as cidades: nas capitais, os salários tendem a ser mais altos.  A cidade com mais ocorrências de contratações e, por consequência, com mais vagas de emprego e melhor remuneração para jornalistas é São Paulo/SP.

Já quanto às empresas, aquelas de grande porte, reconhecidas no mercado, costumam pagar melhores salários que outras, menores. Contudo, essa também não é uma regra. 

Em síntese, isso significa que os números nunca são precisos, uma vez que existem muitas variáveis. Mas é possível ter uma ideia por meio de pesquisas. 

De acordo com dados oficiais do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) obtidos por meio de uma pesquisa feita com base em 2.287 salários, um jornalista ganha em média R$ 3.887,48 no mercado de trabalho brasileiro para uma jornada de trabalho de 36 horas semanais

O site salarios.com.br também fez uma extensa pesquisa sobre o tema. De acordo com os números já apontados, negociações coletivas registradas dão conta de que o valor médio do piso salarial 2020 para o cargo de Jornalista em todo o Brasil é de R$ 3.548,06 para uma jornada de trabalho de 36 horas por semana. No Rio de Janeiro, especificamente, a média salaria é de R$ 5.793,30 para 37 horas semanais de trabalho. 

O portal ainda mostra os possíveis salários de acordo com cada estado da Federação:

Por tipo de empresa:

E por porte de empresa:

Por meio desses números, é possível traçar um panorama geral da remuneração desses profissionais no Brasil. O referido site ainda faz outros apontamentos como a média salarial de jornalistas concursados, a evolução salarial do Jornalista ao longo do tempo, pesquisa de salário por gênero e ainda o número de profissionais atuando no mercado em cada uma das áreas, o número de admitidos e o número de jornalistas demitidos nos últimos meses. 

No entanto, esses dados são flutuantes: além das particularidades já apontadas, um profissional competente e proativo também pode ser melhor remunerado. 

E é justamente esse o tema da próxima publicação que farei aqui na Ucam Academy:

As qualidades exigidas do jornalista para que se destaque no Mercado de Trabalho. 

Agradeço a todos que leram até aqui. 

E até o próximo post! :)

Jornalismo e Comunicacão

UCAM Academy
Ulli Marques
Ulli Marques Seguir

Jornalista e professora na Ucam EAD. Mestranda em Cognição e Linguagem (UENF), especialista em Literatura, Memória Cultural e Sociedade (IFF), bacharel em Comunicação Social e licenciada em Letras (Língua Portuguesa e Literaturas).

Ler conteúdo completo
Indicados para você