[ editar artigo]

Transformação digital e o "novo normal"

Transformação digital e o

O "novo normal" imposto pela pandemia acelerou a necessidade de transformação digital e abreviou em dias o que aconteceria em alguns anos. As potencialidades dos ambientes on-line estão sendo mais exploradas depois que fomos expostos à crise do novo coronavírus. Com isso, está sendo cada vez mais reforçada a ideia de darwinismo social e as mudanças do mundo pós-pandemia.

Uma série de paradigmas vêm sendo repensados para que a sociedade se adapte ao cenário pandêmico atual - imediatista e emergencial - onde são necessárias as medidas de isolamento.

Assim, acaba se configurando um novo normal, que pode, em alguns casos, comparar-se à cultura do 'mínimo viável', uma realidade presente em algumas startups, mas diferente da qual a maioria estava acostumada, principalmente por meio da intensificação dos processos de transformação digital.

Contudo, apesar dessas mudanças acontecerem em razão da crise do coronavírus, muitas delas não serão momentâneas e persistirão mesmo no pós-pandemia. A principal tendência que se tornará permanente daqui em diante é a intensificação da digitalização das atividades e das relações tanto pessoais quanto profissionais.

O home office, por exemplo, é uma mudança estrutural pela qual as empresas tiveram que passar para evitar a disseminação da Covid-19. Todavia, o trabalho remoto será, certamente, uma característica do "novo normal", devido à economia de recursos financeiros que proporciona.

Nesse sentido, é reforçado o darwinismo digital, um fenômeno consiste na seleção daqueles que conseguem se adaptar mais rapidamente aos processos de digitalização do mundo. A transformação digital já ocorre há alguns anos, porém cresce exponencialmente durante a pandemia. Esse aumento deve continuar a partir de agora, no "novo normal".

Algumas tendências no darwinismo digital

Martha Gabriel, futurista e uma das principais vozes da Transformação Digital, em seu artigo sobre o tema - diga-se de passagem, publicado logo no início da pandemia - aponta que o mercado pós-pandemia priorizará a transferência de todas as atividades para o ciberespaço, a fim de reduzir custos. Por isso, é preciso não só acompanhar a evolução dos processos de transformação digital, mas também se adaptar às novas tecnologias para que você, somente então, consiga se encaixar no mercado.

Outro ponto responsável por caracterizar o "novo normal" é o caráter extraordinário da crise do coronavírus, um evento complexo com consequências incertas.

No entanto, pode-se afirmar que a pandemia, da mesma forma que as crises que aconteceram nos períodos anteriores, é uma catalisadora de mudanças, visto que alguns sistemas vigentes, em algum momento da história, entraram em decadência.

Por outro lado, ao mesmo tempo, novas formas de organização começam a aparecer. Logo, oportunidades também surgem à medida em que cada indivíduo se adapta à uma realidade que não está acostumado e que muda, continuamente, de forma acelerada.

Porém, isso não quer dizer que as crises não tenham impactos negativos sobre a população, principalmente do ponto de vista econômico. Mas sim que elas afetam cada pessoa de maneira distinta, de acordo com uma série variáveis como idade, área de atuação e, em especial, sua capacidade de adaptação.

Dessa forma, em períodos de crises sem precedentes como este, encontrar oportunidades e soluções é desafiador. Entretanto, não é inviável, desde que as transformações sejam, rapidamente, aceitas e absorvidas.

Isto é, o potencial de adaptabilidade do indivíduo é fundamental para que se encontre alternativas durante as crises, a fim de mitigar as dificuldades e potencializar as oportunidades.

Por conta disso, a pandemia impõe aos indivíduos a necessidade do desenvolvimento de novas técnicas para que ocorra a manutenção de sua sobrevivência econômica. Atualmente, estar presente no ambiente digital e dominar tecnologias é essencial devido às medidas de isolamento.

Além disso, crises como a do coronavírus são capazes de evidenciar gastos desnecessários e o desperdício de recursos, pois são procuradas alternativas para a redução das despesas e aumento dos lucros.

E você, como tem se preparado para o futuro/presente pós-pandemia?

 

UCAM Academy
InterEDTech Tecnologias Educacionais
InterEDTech Tecnologias Educacionais Seguir

Promovemos oportunidades de novos negócios educacionais para Instituições de Ensino Superior a partir da oferta de cursos remodelados para atender as principais tendências profissionais e acadêmicas.

Ler conteúdo completo
Indicados para você