[ editar artigo]

Finanças Pessoais: como organizar o bolso para começar a investir?

Finanças Pessoais: como organizar o bolso para começar a investir?

Neste artigo, vamos falar sobre como você pode administrar melhor suas finanças pessoais e como utilizar seu dinheiro para aplicá-lo ou investir para ampliar seu capital.

O assunto “Finanças” é, para algumas pessoas, polêmico - por ser um tema que engloba a vida pessoal como lucros e despesas, conforto, estilo de vida e objetivos muito pessoais. Cada um tem a sua forma de organizar e mentalidade sobre o futuro e “o que fazer com o seu dinheiro.”

Por essas e outras razões, não existem como fórmulas mágicas ou receitas de bolo, são instruções que dão certo para a maioria das pessoas que as segue. Tudo - quando falamos de Finanças e Investimentos - depende da maneira como você enxerga seus objetivos, e o quão disposto está em poupar ou não seus rendimentos em busca de alcançá-los.

Sendo assim, separamos algumas lições que você, que deseja começar a investir, deve ter bem claro no momento de traçar os objetivos de vida.

Controle de gastos

O controle de gastos é o ponto de partida para sua organização financeira, desde quanto recebe até quanto gasta no mês e consequentemente no ano. Desta forma, você colocará em prática o exercício de administrar o seu “fluxo de caixa”.

Você deverá ter uma agenda específica ou uma planilha em seu computador para que possa acessar e validar os seus ganhos e gastos no tempo determinado. Esse exercício será de suma importância, para definir seus gastos fixos e seus gastos variáveis.

Nesta dica, entra também a questão de quitar suas despesas em dia, para não ter surpresas no valor - principalmente no caso do cartão de crédito, recomenda-se quitar sempre o valor integral da fatura - e também porque não pagar as contas em dia diminui seu “Score” (o indicador de comportamento financeiro que possibilita rápida aprovação de crédito em instituições financeiras).

Poupar parte do seu dinheiro

Esta é uma das partes mais difíceis de se fazer com o dinheiro. Muitas pessoas acham que o seu ganho mensal tem que se adaptar ao seu estilo de vida, mas é justamente o oposto, você tem que adaptar seu estilo de vida conforme ganha.

Existem inúmeras maneiras de se poupar dinheiro, seja investindo na bolsa, tesouro nacional, investir em previdência privada, tudo depende do seu objetivo, mas poupar dinheiro é essencial para vida - tanto para realizar seu sonho, quanto para sobreviver à uma crise mundial.

Descobrir como você gasta seu dinheiro e cortar gastos desnecessários

Lembra do primeiro tópico que comentamos, correto? Saber como você gasta seu dinheiro é fundamental, pois assim você consegue desvendar a fonte das suas despesas e criar um plano de ação para reduzi-las.

O segredo da economia é descobrir o que gasta e se essa saída de dinheiro é de fato importante. Veja alguns exemplos que você pode avaliar para cortar gastos:

  • Cancelar ou modificar serviços que não sejam usados constantemente, como TV por assinatura.
  • Revisar seu Plano de celular: avaliar quantos minutos utiliza e reduzir, se necessário
  • Reduzir consumo de energia excessivo
  • Cancelar assinatura de aplicativos móveis pagos e não utilizados
  • Buscar fazer uso dos serviços de fidelidade, cupons de desconto, etc
  • Buscar aplicativos de pagamento com cashback (ex: PicPay, Ame, entre outros)

Comece a traçar metas

Com as finanças organizadas, você pode começar a traçar metas e objetivos que envolvem suas finanças de forma mais tangível. Muitas pessoas projetam seus sonhos mas não os alcançam pois não os têm de forma clara e alcançável. 

Perceba que as suas decisões sobre o que fazer com o dinheiro estão diretamente alinhadas a estes sonhos. Sendo assim, trace metas de curto prazo e metas de longo prazo, como uma viagem internacional ou alcançar o seu primeiro milhão com uma idade específica. 

Vamos ao primeiro exemplo: se sua meta é fazer uma viagem internacional que dure 10 dias e quer economizar no prazo de 1 ano, você precisará poupar um valor total de X; já é um começo.

No segundo exemplo, a conta já é mais complexa: você precisa descobrir com quantos anos você quer conquistar 1 milhão reais e para isso precisará escolher uma aplicação para seu dinheiro render durante esses anos. E aí entram os Investimentos, que falamos melhor no próximo tópico.

Com suas metas traçadas, começamos a falar desta parte que é muito importante: o que você pode fazer para que o seu dinheiro comece a render de alguma forma? Este é um passo fundamental para você alcançar seus objetivos da forma mais rápida possível.

Você deve estudar métodos, formas de investir e onde você acha que sua ideia se aplica melhor, mas que seja rentável para seu bolso. Investimento requer um estudo mais aprofundado e também conhecimento técnico - seja seu ou seja de um profissional especializado, pois você estará arriscando o capital que possui.

Alguns exemplos de investimentos:

  • Poupança
  • Tesouro Direto
  • Tesouro Nacional 
  • Bolsa de Valores
  • CDB 
  • Fundo de Renda Fixa

Agora se você deseja por conta própria aprender a investir, as dicas são: aprofunde-se no tema antes de qualquer coisa, busque boas referências, converse com outras pessoas que já investiram.

Bom, é isso! Desejamos boa sorte na sua jornada de economia!

Websérie Transforme sua Vida Financeira

Com sete vídeos, a websérie 100% gratuita é totalmente voltada para quem deseja começar a investir. Produzida pelo Professor Marcos Mazzaroppi, Graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Candido Mendes e Mestre em Economia Empresarial pelo IBMEC e que também atua no mercado Financeiro como Estrategista na RJI Gestão & Investimentos.

Clique e inscreva-se

UCAM Academy
InterEDTech Tecnologias Educacionais
InterEDTech Tecnologias Educacionais Seguir

Promovemos oportunidades de novos negócios educacionais para Instituições de Ensino Superior a partir da oferta de cursos remodelados para atender as principais tendências profissionais e acadêmicas.

Ler conteúdo completo
Indicados para você